• 07/07/2020

    Dados da Receita mostram que junho foi o mês de maior emissão de notas fiscais e indicam reação da economia


    FONTE: G1           

     

    Dados da Receita Federal de emissão de notas fiscais indicam uma retomada econômica já em junho. Os números, trazidos no domingo pelo jornal "O Estado de S.Paulo" no domingo (9) e divulgados pela Receita nesta segunda (10), mostram que junho teve o maior patamar em emissões de notas fiscais do ano, chegando a R$ 23,9 bilhões em vendas ao dia, o que é um crescimento de 10% em relação a junho de 2019.

     

    Fontes da área econômica do governo já haviam indicado ao blog que o fundo do poço dos efeitos da pandemia na economia foram nas duas últimas semanas de abril e no início de maio.

     

    A movimentação feita pelas máquinas de cartão também demonstra uma recuperação, segundo dados apontados por economistas que estudam o assunto.

     

    Um dado interessante é o impacto do auxílio emergencial de R$ 600 no consumo das famílias. Dos cerca de R$ 150 bilhões já injetados na economia, cerca de 30% retornaram ao governo em forma de impostos.

     

    Com a extensão do auxílio por mais duas parcelas, ainda há R$ 100 bilhões para serem injetados. O auxílio emergencial, pago pelo governo, foi criado para ajudar trabalhadores informais que foram afetados economicamente pela pandemia.

     

    Notícias relacionadas:

    Serviços

    O Sindipesa mantem convênio com a Paulicon consultoria nas questões relacionadas a legislação que afeta o transporte rodoviário de cargas, de trânsito, tributária e trabalhista através do telefone (11) 4173-5366

    

    Parceiros Mantenedores