• 06/07/2020

    Venda de pesados cresce em junho, mas acumulado segue abaixo de 2019


    FONTE: Frota & Cia          

     

    De acordo com dados da Fenabrave, em junho,  8.762 caminhões foram emplacados. Dessa forma, ficando 12,28% acima do volume comercializado, no mesmo mês de 2019 (7.804 unidades), e 85,05% acima das vendas de maio de 2020 (4.735 unidades).

     

    Segundo o Presidente da FENABRAVE, Alarico Assumpção Jr, o transporte de itens essenciais foi fundamental para que o setor tivesse quedas menos acentuadas durante a pandemia. “Responsáveis pelo transporte de itens essenciais, durante a pandemia, e com o agronegócio impulsionando o setor, os caminhões têm sido mais demandados. Principalmente, os pesados e extra-pesados. Os resultados só não foram melhores porque as montadoras ainda estão retomando a produção. No entanto,  em ritmo menor. Mesmo em dois turnos, em função do necessário distanciamento social, a produção não está alcançando a demanda. Com isso, as Concessionárias já têm entregas previstas para os meses de setembro e outubro”.

     

    Mesmo sendo um dos segmentos automotivos menos afetados pela crise, o mercado de caminhões registrou retração de 19,71% nas vendas do primeiro semestre de 2020, sobre mesmo período de 2019. Assim, totalizando 37.629 unidades, contra 46.865 unidades no 1º. Semestre do ano passado. ”Historicamente, estamos na 15ª. colocação entre todos os primeiros semestres, e na 10ª. posição se considerarmos apenas o mês de junho”, revela Assumpção Júnior.

     

    Ônibus e Implementos Rodoviários

    As vendas de Ônibus registraram baixa no primeiro semestre, chegando a uma queda de 36,5% sobre o acumulado de 2019. Foram emplacadas 7.875 unidades, contra as 12.402 unidades emplacadas no mesmo período do ano passado. Na comparação com junho de 2019, a queda refletida foi de 34,09%. Entretanto, se comparados com o mês de maio/2020, os números apresentam crescimento de 58,03%.

     

    O segmento de Implementos Rodoviários registrou 6.614 unidades emplacadas em junho/2020, numa alta de 25,98% em relação ao mesmo mês do ano passado. Na comparação com maio deste ano, o segmento apresentou crescimento de 76,23%. No entanto, houve retração de 13,42% nos licenciamentos do primeiro semestre deste ano, frente a igual período do ano passado, totalizando 26.702 unidades, contra 30.841 implementos rodoviários, registrados em 2019.

     

    Notícias relacionadas:

    Serviços

    O Sindipesa mantem convênio com a Paulicon consultoria nas questões relacionadas a legislação que afeta o transporte rodoviário de cargas, de trânsito, tributária e trabalhista através do telefone (11) 4173-5366

    

    Parceiros Mantenedores