• 28/11/2019

    Em Londres, ministro ressalta maturidade como trunfo do Brasil para atrair investimentos


    FONTE: Ministério da Infraestrutura        

     

    O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, participa de roadshow na Europa, até sexta-feira (29), para apresentar o programa de concessões de portos, rodovias, ferrovias e aeroportos. Em Londres, nesta terça (26) e quarta-feira (27), Freitas teve encontros com investidores, onde destacou o cenário positivo e as oportunidades de negócios no Brasil. “Percebemos no cenário internacional um momento interessante para a atração de investimentos no Brasil”, disse o ministro. “Oferecemos um ambiente seguro para se investir a longo prazo”.

     

    Freitas destacou a maturidade que a sociedade brasileira tem apresentado ao tratar de temas complexos, como a abertura da economia e a consolidação de reformas estruturais, como a da Previdência. Para o ministro, o Brasil tem um sofisticado programa de concessões, que é fruto de conversas com o mercado. “Apresentamos uma reforma no ambiente de negócios com resultados concretos e que já está endereçando e mitigando riscos apontados pelos próprios investidores”, afirmou.

     

    FUNDOS DE INVESTIMENTO - Em dois dias de compromissos na capital inglesa, Freitas e os técnicos do Ministério da Infraestrutura que acompanham a comitiva participaram de 25 reuniões paralelas. As agendas se concentraram na Embaixada Brasileira, no banco Credit Suisse e no Bank of America. Os fundos de investimentos que se reuniram com os representantes do governo brasileiro, somados, administram US$ 7 trilhões em ativos.

     

    Nesta quarta-feira, a comitiva segue para a Alemanha. Na quinta (28) e na sexta-feira (29), o ministro da Infraestrutura terá compromissos com investidores e grandes operadores de infraestrutura em Hamburgo e Berlim. Este será o último roadshow do ano. Freitas já esteve em Washington e Nova York, nos Estados Unidos, e também em Madri, na Espanha.

     

    Apenas em 2019, o Ministério da Infraestrutura já concedeu à iniciativa privada 13 terminais portuários, 12 aeroportos, uma rodovia e uma ferrovia. “Deveremos ter no ano que vem dois leilões de ferrovias, sete leilões de rodovias, 22 aeroportos e uma série de terminais portuários”, anunciou o ministro. Até 2022, serão concedidos empreendimentos que, somados, demandarão R$ 217 bilhões em investimentos privados nos próximos 30 anos.

     

    Notícias relacionadas:

    Serviços

    O Sindipesa mantem convênio com a Paulicon consultoria nas questões relacionadas a legislação que afeta o transporte rodoviário de cargas, de trânsito, tributária e trabalhista através do telefone (11) 4173-5366

    

    Parceiros Mantenedores