• 19/07/2019

    FETCESP participa de campanha de conscientização da Cetesb


    FONTE: FETCESP        

     

    A FETCESP participou da campanha de conscientização sobre poluição veicular realizada pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), no Terminal de Cargas Fernão Dias, em São Paulo/SP, na quinta-feira (18 de julho).

     

    A Cetesb foi a responsável pela campanha sobre a importância das corretas práticas de manutenção dos veículos diesel e pela demonstração do método utilizado para avaliar a qualidade do Arla 32, agente líquido de uso obrigatório para os veículos fabricados a partir de 2012 que, ao ser injetado no catalisador, reduz a emissão dos óxidos de nitrogênio (NOx).

     

    Com as unidades móveis do Programa Despoluir da FETCESP foram realizados testes de opacidade nos veículos movidos a diesel, para verificação de seus estados de manutenção. “Os testes foram feitos em caráter voluntário e educativo e os veículos que apresentaram alguma irregularidade não foram autuados, recebendo informações para a correção”, explica a assessora técnica da FETCESP, Sandra Caravieri.

     

    Foram atendidos cerca de 40 caminhões no teste de opacidade e apenas quatro foram reprovados.

     

    A campanha de conscientização  também contou com o apoio da Fetrabens (Federação dos Caminhoneiro),com unidades móveis e da Associação dos Empresários de Transporte de Carga do Terminal Fernão Dias.

     

    Representando a FETCESP também participaram da Campanha  o coordenador do Despoluir,  Flávio Ferreira Teixeira Junior, e os técnicos Sidney (Sindicamp – Campinas) e Ricardo (Setcarso – Sorocaba).

     

    Fiscalização

     

    O balanço de fiscalização de fumaça preta em 2018 foi de 10.403 autuações. A multa para condutores de veículos emitindo fumaça preta acima do permitido por lei é de 60 Unidades Fiscais do Estado de São Paulo (UFESP), correspondente à R$ 1.591,80, dobrando o valor no caso de reincidência.

     

    Para incentivar a manutenção corretiva do veículo, o valor da multa não reincidente pode ser reduzido em 70%, desde que o veículo seja posteriormente reparado e haja a constatação mediante realização de teste de opacidade em unidade operacional cadastrada no PMMVD – Programa de Melhoria da manutenção de Veículos Diesel.

     

    Com informações da Cetesb

     

    Notícias relacionadas:

    Serviços

    O Sindipesa mantem convênio com a Paulicon consultoria nas questões relacionadas a legislação que afeta o transporte rodoviário de cargas, de trânsito, tributária e trabalhista através do telefone (11) 4173-5366

    

    Parceiros Mantenedores