• 08/10/2018

    Inflação aponta alta de 0,48% em setembro puxada por combustíveis


    FONTE: Veja            

     

    inflação oficial do país, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), ficou positiva em 0,48% em setembro, segundo dados divulgados hoje pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Foi a maior taxa para o mês desde 2015, quando o IPCA apontou inflação de 0,54%

     

    No acumulado dos últimos 12 meses, a inflação acumula uma alta de 4,53%, próximo à meta estabelecida pelo governo para 2018, de 4,5%. Em igual período de 2017, o IPCA acumulava alta de 2,54%.

     

    O item transportes foi o que mais contribuiu para a alta. No mês, os preços de combustíveis subiram 4,18%. Em 12 meses, os combustíveis já acumulam uma inflação de 17,69%. Os principais motivos para essa alta estão relacionados à alta do dólar no período e à valorização do petróleo no mercado internacional. A Petrobras tem adotado a política de repasses automáticos de preços.

     

    Essas razões também pressionaram os preços de passagens aéreas, que subiram em média 16,81%. O consumidor, porém, pode não ter percebido tanto a alta, já que, em agosto, este item havia indicado deflação de 26,12%. Contudo, a variação também ajudou a pressionar o conjunto de transportes em setembro.

     

    Foram justamente os preços de transporte que fizeram, com que em agosto, o IPCA registrasse deflação de 0,09%. Gasolina passou de uma queda de 1,45%, em agosto, para 3,94%, em setembro. O etanol fez o mesmo movimento, passando de uma deflação de 4,69%, em agosto, para 5,42%, em setembro. Aconteceu o mesmo com óleo diesel. Queda de 0,29%, em agosto, e alta de 6,91%, em setembro.

     

    Também exerceram um impacto positivo sobre o IPCA os itens Despesas pessoais, que subiu 0,38%, Habitação, 0,37%, Saúde e Cuidados Pessoais, 0,28%, Educação, 0,24%, Artigos de Residência, 0,11%, e Alimentação e Bebidas, 0,1%. Apenas Comunicação e Vestuário tiveram queda dos preços médios em setembro, de 0,07% e 0,02%, respectivamente.

     

    Notícias relacionadas:

    Serviços

    O Sindipesa mantem convênio com a Paulicon consultoria nas questões relacionadas a legislação que afeta o transporte rodoviário de cargas, de trânsito, tributária e trabalhista através do telefone (11) 4173-5366

    Consultoria Tributária Bastazini
    O Sindipesa mantem convênio com a Bastazini Consultoria Tributária para consultas sobre questões tributárias nas importações de máquinas e equipamentos (Definitiva e temporária), assim como trabalho institucional junto aos órgãos governamentais, em especial receita federal, MDIC, MTE e planejamento. O contato com a empresa pode ser feito através do telefone (13) 3027-4788 ou email jose.bastazini@yahoo.com.br