• 26/07/2018

    JSL completa 62 anos de história


    FONTE: Fator Brasil, com edição da NTC&Logística                     

     

    Neste mês de julho a JSL completa 62 anos de história. A data marca não apenas a longevidade da companhia, mas também celebra uma trajetória de crescimento sólido e contínuo, com base em colaboradores bem preparados e determinados a oferecer as melhores condições de serviços aos mais de 400 clientes, em 16 setores da economia, espalhados pelo Brasil.
     
     
    Fundada pelo imigrante português Julio Simões, a empresa começou em 1956 com apenas um pequeno caminhão Ford F8. Hoje, a frota total conta com cerca de 110 mil ativos, entre caminhões e cavalos mecânicos, carretas, veículos leves, ônibus, além de máquinas e equipamentos. A companhia atua em 21 estados brasileiros e países da América do Sul (Uruguai, Argentina e Chile), totalizando 230 filiais e 24 mil colaboradores.
     
     
    Além disso, a JSL dispõe de 14 centros de distribuição, o Centro Logístico Intermodal, em Itaquaquecetuba, o Porto Seco em Suape, Pernambuco, 183 lojas da Movida de aluguel de veículos, 15 concessionárias de veículos leves e 29 concessionárias de veículos pesados (caminhões, máquinas e equipamentos) — 15 Valtra e 14 MAN. Além de oito lojas de seminovos da Vamos.
     
     
    A receita líquida consolidada da companhia no fechamento do 1º trimestre de 2018 foi de R$ 1,9 bilhão, crescimento de 11,2% em relação ao mesmo período de 2017. Resultado que já evidencia o inicio de um novo ciclo da JSL, que é fomentado pela organização de todas as áreas de negócios em verdadeiras empresas independentes.
     
     
    “Iniciamos o processo de reestruturação há três anos. Toda essa reorganização da companhia nos ajudará a obter a simplificação da estrutura empresarial, que facilitará o seu entendimento por parte do mercado e clientes. Além de criar flexibilidade para o desenvolvimento e melhora da rentabilidade dos negócios”, explica Fernando Simões, presidente da companhia.
     
     
    Ainda segundo o executivo, essa divisão das áreas de negócios em empresas independentes formaliza uma movimentação que já era natural ao longo dos anos de existência da companhia. “Embora nossa origem seja o transporte rodoviário, e temos muito orgulho disso, há muitos anos deixamos de ser uma transportadora e passamos a ser uma companhia que presta serviços em toda a cadeira produtiva dos nossos clientes. Dessa maneira, nasceram novos negócios como o transporte de passageiros, operações dedicadas e locação de automóveis, caminhões, máquinas e equipamentos”, finaliza Simões.
     
     
    O Grupo JSL, então, passa a ter quatro subsidiárias integrais: JSL Logística, que presta serviços dedicados à cadeia de suprimento dos clientes; CS Brasil, empresa de mobilidade urbana e prestação de serviços a órgãos públicos; a Vamos, que abrange as atividades de locação e comercialização de caminhões, máquinas e equipamentos pesados e a Original Concessionárias, que atua na comercialização de veículos novos e seminovos, das marcas Volkswagem, Fiat e Ford. A quinta empresa é a Movida, que já tem 34,4% de seu capital na B3. Cada uma delas terá um presidente, que se reportará diretamente ao conselho de administração da JSL, com exceção da Movida, que já possui um conselho próprio.
     
     
     
    Notícias relacionadas:

    Serviços

    O Sindipesa mantem convênio com a Paulicon consultoria nas questões relacionadas a legislação que afeta o transporte rodoviário de cargas, de trânsito, tributária e trabalhista através do telefone (11) 4173-5366

    

    Sócios Mantenedores