• 24/07/2018

    Campanha de Doação de Sangue da COMJOVEM Nacional já está valendo. Participe!


    FONTE: NTC&Logística             

     

    A campanha de Doação de Sangue da COMJOVEM Nacional já começou. A ideia do movimento é engajar os jovens empresários em uma causa social, revertendo os benefícios para toda a sociedade. “Doar é muito importante. Muitas pessoas já precisaram de doação ou conhecem alguém que passou por isso”, afirma o vice-coordenador da COMJOVEM Nacional, André de Simone. Este ano, a campanha tem o patrocínio da Autotrac.
     
     
    No Brasil, cerca de 3,4 milhões de doações de sangue são realizadas por ano. Dados de 2016 indicam que 1,6% da população brasileira – 16 a cada mil habitantes – doa sangue. Embora o percentual fique dentro dos parâmetros da Organização Mundial de Saúde (OMS) – de pelo menos 1% da população – o Ministério da Saúde tem se esforçado para aumentar a taxa. 
     
     
    É importante lembrar que o sangue é essencial para os atendimentos de urgência, realização de cirurgias de grande porte e tratamento de pessoas com doenças crônicas, como a Doença Falciforme e a Talassemia, além de doenças oncológicas variadas que, frequentemente, necessitam de transfusão sanguínea.
     
     
    “O sangue é insubstituível. Ainda não existe nenhum tipo de medicamento que possa substituir a doação de sangue. E quem precisa, só consegue graças à generosidade de quem doa. O importante é doar regularmente, pois em períodos de férias e seca, a tendência é diminuir os estoques. Vale lembrar que uma doação pode beneficiar até quatro pessoas”, reforçou o coordenador da área de Sangue e Hemoderivados do Ministério da Saúde, Flávio Vormittag.
     
     
    “É o mínimo que o setor pode fazer pela sociedade, já que está na estrada e acaba sendo responsável por muitos acidentes que resultam em mortes. Eu fui doar a saí de alma lavada. É uma sensação muito boa”, ressalta André.
     
     
     
    Cada coordenador ficará responsável por identificar e escolher o local das doações em sua região. “Feita a doação, a pessoa receberá um comprovante, que deve ser encaminhado ao coordenador, a fim de registrar a participação”, lembra André.
     
     
    O objetivo é ter o maior alcance possível, portanto, todos podem participar, tanto os membros da COMJOVEM, como amigos, familiares e colaboradores das empresas. O núcleo que conseguir mais doações vai ganhar como prêmio um quarto no Encontro Nacional da COMJOVEM, no Mavsa Resort, em Cesário Lange (SP). 
     
     
    Quem pode doar
     
     
    No Brasil, pessoas entre 16 e 69 anos podem doar sangue. Para os menores de 18 anos é necessário o consentimento dos responsáveis e, entre 60 e 69 anos, a pessoa só poderá doar se já o tiver feito antes dos 60 anos. Além disso, é preciso pesar, no mínimo, 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O candidato deve estar descansado, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação e não estar de jejum. No dia, é imprescindível levar documento de identidade com foto.
     
     
    A frequência máxima é de quatro doações anuais para o homem e de três doações anuais para a mulher. O intervalo mínimo deve ser de dois meses para os homens e de três meses para as mulheres.
     
     
    Notícias relacionadas:

    Serviços

    O Sindipesa mantem convênio com a Paulicon consultoria nas questões relacionadas a legislação que afeta o transporte rodoviário de cargas, de trânsito, tributária e trabalhista através do telefone (11) 4173-5366

    

    Sócios Mantenedores