• 28/04/2017

    Capacidade instalada da fonte renovável cresceu 12% em 2016, impulsionada por melhorias tecnológicas e preços cada vez mais competitivos


    Impulsionada por melhorias tecnológicas e preços cada vez mais competitivos, a energia eólica continua ganhando espaço no mundo.

    Só no ano passado, mais de 54 gigawatts (GW) de energia eólica foram instalados, o equivalente à capacidade de geração de quase quatro usinas hidrelétricas de Itaipu, um aumento de 12% em relação a 2015.

    Nesse ritmo, a capacidade total dessa fonte deve chegar a mais de 800 GW em 2021. Os dados são do novo relatório emitido pelo Conselho de Energia Eólica (Global GWEC).

    Com o incremento do ano passado, nove países já ultrapassaram o marco de 10 GW e 29 a marca de 1 GW.

    Segundo o GWEC, o crescimento no setor eólico foi em grande parte impulsionado pelas economias asiáticas, principalmente China, que adicionou 23 GW a sua matriz em 2016.

    Neste ano, a entidade prevê a instalação de mais 60 GW de energia eólica. Para os próximos cinco anos, a expectativa é que o mercado mundial registre um incremento anual de 75 GW, elevando a capacidade instalada acumulada para mais de 800 GW em  2021.

    O relatório também prevê que a África vai ter um “grande ano em 2017”, liderada pelo Quênia, África do Sul e Marrocos, enquanto o mercado australiano também ressurgirá com novos projetos.

    “Nós estamos em um período de mudança disruptiva, afastando-nos de sistemas de poder centrados em grandes unidades poluentes em direção a mercados cada vez mais dominados por uma gama de fontes de energia renovável amplamente distribuídas”, afirma Steve Sawyer, secretário-geral do GWEC, em comunicado à imprensa

    Exame - SP
    Notícias relacionadas:

    Serviços

    O Sindipesa mantem convênio com a Paulicon consultoria nas questões relacionadas a legislação que afeta o transporte rodoviário de cargas, de trânsito, tributária e trabalhista através do telefone (11) 4173-5366

    

    Sócios Mantenedores