• 24/04/2017

    Cobrança de pedágio na BR-163 será judicializada. Reunião entre políticos e ANTT será na terça-feira


    A cobrança e pedágio da BR-163 pela concessionária CCR MSVia será judicializada. O deputado Geraldo Resende (PSDB) afirmou que ação popular será ingressada na próxima semana em razão da CCR ter suspendido a duplicação da rodovia e mantido a cobrança do pedágio.

    De acordo com o deputado, na próxima terça-feira (25) haverá reunião entre políticos do Estado que integram a bancada federal e o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

    A DUPLICAÇÃO

    De acordo com o contrato firmado há mais de três anos, o investimento total por parte da CCR está previsto em R$ 6 bilhões. Segundo a concessionária, haveria um investimento de R$ 3,6 bilhões já nos primeiros cinco anos de obras.

    A empresa explica que já duplicou 97 quilômetros da BR-163 e entregaria mais 32 quilômetros até o final desse mês. A previsão para conclusão da obra era 2020. A empresa também implementou 407 câmeras de monitoramento, 35 painéis fixos e móveis, 18 ambulâncias, 24 veículos de inspeção, 30 guinchos entre leves e pesados, cinco unidades de caminhões de apreensão de animais e outros cinco de combate a incêndios e foram recolhidos mais de R$ 88 milhões em tributos.

    A CCR alega que o contrato com a ANTT tem de ser revisto, pois, a arrecadação com os pedágios caiu 35% devido à crise econômica. A concessionária solicitou novas condições de financiamento e regularização de licenças ambientais.

    Divulgação
    Notícias relacionadas:

    Serviços

    O Sindipesa mantem convênio com a Paulicon consultoria nas questões relacionadas a legislação que afeta o transporte rodoviário de cargas, de trânsito, tributária e trabalhista através do telefone (11) 4173-5366

    Consultoria Tributária Bastazini
    O Sindipesa mantem convênio com a Bastazini Consultoria Tributária para consultas sobre questões tributárias nas importações de máquinas e equipamentos (Definitiva e temporária), assim como trabalho institucional junto aos órgãos governamentais, em especial receita federal, MDIC, MTE e planejamento. O contato com a empresa pode ser feito através do telefone (13) 3027-4788 ou email jose.bastazini@yahoo.com.br